Guia sobre Cores – Significado das Cores

As cores estão em todos os lugares. Utilizamos as cores diariamente para tudo o que fazemos, seja para escolher alimentos, roupas, tênis, carro, decoração, enfim, cada coisa que fazemos envolve uma cor. A seguir veremos mais informações sobre o significado das cores.

Sempre imaginamos quais tipos de combinações de cores ficam melhores, quais cores agradam mais uma pessoa, quais cores devemos evitar…

Por essa razão, as cores têm sido aplicadas de forma intencional à tudo nos últimos anos e até mesmo em todos os meios: televisão, cinema, publicidade, revistas, livros, na internet, arquitetura, na arte e muito mais.

Para os que trabalham ou que desejam trabalhas nas áreas de comunicação e/ou criação, é preciso (sendo na realidade um requisito mínimo) o conhecimento a respeito de todas as cores, saber como elas funcionam, o que podem representar e como utilizar essas cores das melhores formas.

Confira então a seguir, tudo o que você precisa saber sobre as cores.

Cores primárias, secundárias e terciárias

As cores primárias são as que não podem ser decompostas em outras cores, e quando são combinadas, são capazes de gerar novas cores. As cores primárias podem também ser definidas por aditivas e subtrativas.

Cores aditivas

São as cores através da incidência do raio de luz, e essa luz é emitida através de um objeto. Essa é uma cor natural como o sol ou artificial como nas televisões, monitores, câmeras e outros. As três cores primárias somadas produzem o branco.

O sistema de cores RGB (red, green and blue) é utilizado quando algo é produzido para a web. O oposto ao sistema RGB é o CMY.

Cores subtrativas

São as cores que surgem da absorção de luz, ou seja, uma cor visível é aquela que não foi absorvida pelo objeto. Cores pigmento são divididas em opacas e transparentes.

As opacas são as cores RYB, que é um sistema bastante utilizado nas artes plásticas, nas fabricações caseiras, tecelagem e outras. As cores primárias são o Amarelo, azul e o vermelho (RYB = red, yellow and blue) e a mistura das três produz o cinza através da síntese subtrativa.

O RYB precisa da adição do branco para clarear e do preto para escurecer e é um sistema que não possui um equivalente, por essa razão é impossível realizar uma conversão exata para outro sistema, no máximo é possível garantir uma aproximação.

Já o CMYK é utilizado para impressoras, gráficas, artes gráficas e outras. Essa é uma versão industrial do CMY, o oposto do RGB. As cores primárias do CMYK são o magenta, cyan e o amarelo e a mistura dessas três cores produz o cinza em uma síntese subtrativa.

O sistema utilizado é o CMYK.

A letra K no final significa Black (preto). O preto é acrescentando ao fato de que mesmo com a mistura das cores ciano, magenta e amarelo possam produzir um cinza bem próximo ao preto, e ainda assim é inviável em questões de materiais, sendo gasto com cores e papéis e insatisfatório nas questões de qualidade no acabamento.

Cores secundárias e terciárias

As demais cores existentes são resultados da mistura das cores primárias. Quando duas cores primárias são combinadas, obtém-se uma cor secundária e ao combinar uma cor secundária com uma primária, se obtém uma cor terciária. Veja abaixo o significado das cores.

Cores quentes

São as cores onde o vermelho e o amarelo são predominantes. Conhecidas como quentes, pois dão sensação de calor, proximidades e estão ligadas ao sol, ao fogo e a outros elementos considerados quentes.

Cores frias

Cores onde o azul e o verde são predominantes. Estão associadas ao gelo, a água e criam uma sensação de calma, frescor e tranquilidade quando vistas.

30/03/2018